Últimas Notícias
Pesquisadores - Segunda, 23 Julho 2012 09:29
Institucional

Institucional (1)

Phasellus sed lacinia justo. Phasellus ut diam eget leo venenatis mattis id quis dolor. Aenean consequat posuere consequat. Maecenas quis sem lorem, non molestie erat

Sábado, Set 09 2017

As Áreas Úmidas (AUs) são ecossistemas de alta importância para o ser humano. Além de ser o berço da cultura humana (e.g., Mesopotâmia, Egito), exercem muitas funções vitais para nossa sobrevivência, tais como providenciar alimentos, estocar e regularizar o fluxo de água, abrigar uma biodiversidade desproporcionalmente alta e influenciar substancialmente o ciclo de carbono e outros gases do efeito estufa (Millennium Ecosystem Assessment 2005). As AUs podem ser bem diferentes entre si, compondo diversos ecossistemas como pântanos e charcos, mangues, turfas, lagos rasos, lagoas costeiras, várzeas, matas ciliares e as veredas do cerrado.

O Centro de Pesquisa do Pantanal (CPP), através de redes de instituições parceiras sob a coordenação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), está desenvolvendo uma nova abordagem da pesquisa científica sobre as AUs. Com a criação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INCT Áreas Úmidas ou INAU), pesquisadores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e de outras regiões do Brasil e do exterior, estão realizando o levantamento e desenvolvendo um sistema para a classificação dessas áreas, visando contribuir para a elaboração de políticas públicas para a conservação e o manejo sustentável destes importantes biomas. Com esse novo estudo integrado, “o objetivo é produzir conhecimentos, levando em conta a realidade das áreas úmidas como planícies alagáveis e não retratos específicos de momentos de seca ou inundação”, comenta o Prof. Wolfgang Junk, coordenador do INCT Áreas Úmidas.

As pesquisas do INAU são desenvolvidas em rede multi-institucional e multidisciplinar, levando em conta a realidade de constante pressão sobre os recursos naturais existentes nas diversas AUs. Desta forma, o INCT atua integrando competências em diversas áreas de conhecimento como: limnologia, ecologia, botânica, zoologia, geografia, geologia, pedologia, química, engenharia e ciências sociais para, através de uma abordagem holística, produzir conhecimentos cientificamente embasados que contribuam para a tomada de decisão visando o uso sustentável das AUs.

A estrutura de funcionamento do INAU facilita a integração dessas áreas, a partir de uma rede de troca de conhecimentos, que já foi consagrada pelo Centro de Pesquisas do Pantanal. Entidade responsável, juntamente com a UFMT, pela articulação e implantação do INAU, o CPP tem larga experiência na articulação e na gestão de redes de pesquisa em segmentos como: pesca, pecuária, bioprospecção e recursos hídricos.

Conecte-se conosco

Assine Nossa Newsletter