Últimas Notícias
Pesquisadores - Segunda, 23 Julho 2012 09:29

As Áreas Úmidas (AUs) são ecossistemas de alta importância para o ser humano. Além de ser o berço da cultura humana (e.g., Mesopotâmia, Egito), exercem muitas funções vitais para nossa sobrevivência, tais como providenciar alimentos, estocar e regularizar o fluxo de água, abrigar uma biodiversidade desproporcionalmente alta e influenciar substancialmente o ciclo de carbono e outros gases do efeito estufa (Millennium Ecosystem Assessment 2005). As AUs podem ser bem diferentes entre si, compondo diversos ecossistemas como pântanos e charcos, mangues, turfas, lagos rasos, lagoas costeiras, várzeas, matas ciliares e as veredas do cerrado.

O Centro de Pesquisa do Pantanal (CPP), através de redes de instituições parceiras sob a coordenação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), está desenvolvendo uma nova abordagem da pesquisa científica sobre as AUs. Com a criação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas (INCT Áreas Úmidas ou INAU), pesquisadores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e de outras regiões do Brasil e do exterior, estão realizando o levantamento e desenvolvendo um sistema para a classificação dessas áreas, visando contribuir para a elaboração de políticas públicas para a conservação e o manejo sustentável destes importantes biomas. Com esse novo estudo integrado, “o objetivo é produzir conhecimentos, levando em conta a realidade das áreas úmidas como planícies alagáveis e não retratos específicos de momentos de seca ou inundação”, comenta o Prof. Wolfgang Junk, coordenador do INCT Áreas Úmidas.

As pesquisas do INAU são desenvolvidas em rede multi-institucional e multidisciplinar, levando em conta a realidade de constante pressão sobre os recursos naturais existentes nas diversas AUs. Desta forma, o INCT atua integrando competências em diversas áreas de conhecimento como: limnologia, ecologia, botânica, zoologia, geografia, geologia, pedologia, química, engenharia e ciências sociais para, através de uma abordagem holística, produzir conhecimentos cientificamente embasados que contribuam para a tomada de decisão visando o uso sustentável das AUs.

A estrutura de funcionamento do INAU facilita a integração dessas áreas, a partir de uma rede de troca de conhecimentos, que já foi consagrada pelo Centro de Pesquisas do Pantanal. Entidade responsável, juntamente com a UFMT, pela articulação e implantação do INAU, o CPP tem larga experiência na articulação e na gestão de redes de pesquisa em segmentos como: pesca, pecuária, bioprospecção e recursos hídricos.

Ler 154 vezes
Avalie este item
(0 votos)
Publicado em Institucional

Mais recentes de INAU - Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Áreas Úmidas

Conecte-se conosco

Assine Nossa Newsletter